Yacht base bitcoin

May 2, 2021 / Rating: 4.6 / Views: 752

Related Images "Yacht base bitcoin" (28 pics):

Domestica bitcoin

O valor da bitcoin tem tido os seus altos e baixos desde a sua criação em 2013, mas o seu recente aumento desproporcional de valor criou um interesse renovado por esta moeda virtual. O rápido crescimento desta moeda alternativa fez notícia e desencadeou um crescimento de criptomoeda que deixou os consumidores em toda a parte a pensar em como obter uma fatia do bolo da Bitcoin. Para aqueles que querem aderir à moda sem negociarem em moedas tradicionais como dólares americanos (ou seja, moeda fiduciária), o processo chamado “mineração de bitcoin” é uma forma de entrada. No entanto, a mineração de bitcoin apresenta vários riscos de segurança que deve conhecer. Minerar bitcoin é como minerar ouro, tem de trabalhar para receber a recompensa. Mas, em vez de trabalho árduo, ganha dinheiro com o seu tempo e capacidade de processamento do seu computador. Os “mineiros”, como são chamados, basicamente mantêm e protegem o sistema de contabilidade descentralizado da Bitcoin. As transações de Bitcoin são registadas num registo digital denominado “blockchain”. Os mineiros de bitcoins atualizam o registo através da transferência de um software especial que lhes permite verificar e recolher novas transações. Em seguida, têm de resolver um quebra-cabeças matemático para garantir o acesso e adicionar um bloco de transações à cadeia. Em troca, ganham bitcoins, assim como uma taxa de transação. Com o amadurecimento da moeda digital, a mineração de bitcoin tornou-se mais desafiante. No início, um utilizador de bitcoin poderia minerar no seu computador doméstico e ganhar uma boa quantidade de moeda digital, mas hoje em dia os problemas matemáticos tornaram-se tão complicados que exigem uma enorme quantidade de poder de computação dispendioso. Como os mineiros precisam de uma capacidade crescente de poder de computação para ganhar bitcoin, alguns deles começaram a comprometer as redes de Wi-Fi públicas para poderem aceder aos dispositivos dos utilizadores. Aconteceu um exemplo deste tipo de falha de segurança num café em Buenos Aires, que foi infetado com malware que causou um atraso de 10 segundos no início de sessão na rede Wi-Fi do café. Os autores do malware usaram este período para aceder os portáteis dos utilizadores para fazerem mineração. Além das redes Wi-Fi públicas, milhões de sites estão a ser comprometidos para poderem aceder aos dispositivos dos utilizadores para fazer mineração. Quando um atacante carrega um software de mineração em dispositivos sem a permissão do proprietário, é denominado de encontro de mineração de criptomoeda ou criptojacking. Estima-se que 50 em cada 100,000 dispositivos encontraram um mineiro de criptomoeda. O criptojacking é um problema generalizado e pode tornar o seu dispositivo lento, embora, não seja o pior que pode acontecer. É provável que os custos dos serviços públicos também subam vertiginosamente. Um dispositivo que foi “cryptojacked” pode ter 100 por cento dos seus recursos usados para mineração, fazendo com que o dispositivo sobreaqueça, destruindo-o essencialmente. Agora que já tem as bases sobre a mineração e os riscos de segurança associados à bitcoin, estas são algumas sugestões para manter os seus dispositivos seguros enquanto monitoriza o mercado da criptomoeda: Para se manter atualizado em tudo relacionado com a Mc Afee para conhecer sempre as ameaças mais recentes de produtos de consumo e segurança móvel, siga @Mc Afee_Home no Twitter, subscreva o nosso correio eletrónico, ouça o nosso podcast Hackable? Mc Afee is the device-to-cloud cybersecurity company. Inspired by the power of working together, Mc Afee creates business and consumer solutions that make our world a safer place. O valor da bitcoin tem tido os seus altos e baixos desde a sua criação em 2013, mas o seu recente aumento desproporcional de valor criou um interesse renovado por esta moeda virtual. O rápido crescimento desta moeda alternativa fez notícia e desencadeou um crescimento de criptomoeda que deixou os consumidores em toda a parte a pensar em como obter uma fatia do bolo da Bitcoin. Para aqueles que querem aderir à moda sem negociarem em moedas tradicionais como dólares americanos (ou seja, moeda fiduciária), o processo chamado “mineração de bitcoin” é uma forma de entrada. No entanto, a mineração de bitcoin apresenta vários riscos de segurança que deve conhecer. Minerar bitcoin é como minerar ouro, tem de trabalhar para receber a recompensa. Mas, em vez de trabalho árduo, ganha dinheiro com o seu tempo e capacidade de processamento do seu computador. Os “mineiros”, como são chamados, basicamente mantêm e protegem o sistema de contabilidade descentralizado da Bitcoin. As transações de Bitcoin são registadas num registo digital denominado “blockchain”. Os mineiros de bitcoins atualizam o registo através da transferência de um software especial que lhes permite verificar e recolher novas transações. Em seguida, têm de resolver um quebra-cabeças matemático para garantir o acesso e adicionar um bloco de transações à cadeia. Em troca, ganham bitcoins, assim como uma taxa de transação. Com o amadurecimento da moeda digital, a mineração de bitcoin tornou-se mais desafiante. No início, um utilizador de bitcoin poderia minerar no seu computador doméstico e ganhar uma boa quantidade de moeda digital, mas hoje em dia os problemas matemáticos tornaram-se tão complicados que exigem uma enorme quantidade de poder de computação dispendioso. Como os mineiros precisam de uma capacidade crescente de poder de computação para ganhar bitcoin, alguns deles começaram a comprometer as redes de Wi-Fi públicas para poderem aceder aos dispositivos dos utilizadores. Aconteceu um exemplo deste tipo de falha de segurança num café em Buenos Aires, que foi infetado com malware que causou um atraso de 10 segundos no início de sessão na rede Wi-Fi do café. Os autores do malware usaram este período para aceder os portáteis dos utilizadores para fazerem mineração. Além das redes Wi-Fi públicas, milhões de sites estão a ser comprometidos para poderem aceder aos dispositivos dos utilizadores para fazer mineração. Quando um atacante carrega um software de mineração em dispositivos sem a permissão do proprietário, é denominado de encontro de mineração de criptomoeda ou criptojacking. Estima-se que 50 em cada 100,000 dispositivos encontraram um mineiro de criptomoeda. O criptojacking é um problema generalizado e pode tornar o seu dispositivo lento, embora, não seja o pior que pode acontecer. É provável que os custos dos serviços públicos também subam vertiginosamente. Um dispositivo que foi “cryptojacked” pode ter 100 por cento dos seus recursos usados para mineração, fazendo com que o dispositivo sobreaqueça, destruindo-o essencialmente. Agora que já tem as bases sobre a mineração e os riscos de segurança associados à bitcoin, estas são algumas sugestões para manter os seus dispositivos seguros enquanto monitoriza o mercado da criptomoeda: Para se manter atualizado em tudo relacionado com a Mc Afee para conhecer sempre as ameaças mais recentes de produtos de consumo e segurança móvel, siga @Mc Afee_Home no Twitter, subscreva o nosso correio eletrónico, ouça o nosso podcast Hackable? Mc Afee is the device-to-cloud cybersecurity company. Inspired by the power of working together, Mc Afee creates business and consumer solutions that make our world a safer place.

date: 02-May-2021 11:22next


2020-2021 © iitcanada.com
Sitemap